Artesanato sedutor

Conheça um espaço de vendas de artesanato e gastronomia na região central de Maputo

Na capital de Moçambique são diversos os locais onde se pode encontrar o artesanato do país.

As ruas estão cheias de gente vendendo nas esquinas, em lojas e nos mercados espalhados pela cidade. Mas se deseja comprar peças genuínas, de qualidade e a um bom preço, a dica fica por conta de um local superagradável, que agora, apresento para você.

Quer encontrar um artesanato fino e de qualidade? Então, o lugar para você conhecer é a Feira de Artesanato, Flores e Gastronomia de Maputo – FEIMA.

Situada numa região nobre da capital, a feira foi inaugurada em 2010, num projeto que envolveu recursos do Conselho Municipal de Maputo e da Cooperação Espanhola.

A FEIMA como é conhecida por aqui, fica no Parque dos Continuadores e funciona de segunda à domingo, das 9h às 18h.

Nesse espaço amplo você encontra artesanato de todas as regiões do país. Além disso, é possível tomar uma cervejinha acompanhada por pratos típicos moçambicanos. O local é conhecido por ter bons restaurantes e por realizar eventos literários, musicais, culturais e gastronômicos.

Na feira, você encontra para comprar todo tipo de esculturas em madeira, principalmente em pau preto e sândalo.

Há ainda peças de decoração para a casa, trabalhos feitos em palha, roupas típicas moçambicanas, camisetas estilizadas, vestidos e bolsas de capulana, artigos e adereços femininos, quadros pintados a óleo e os famosos “batiks” – pinturas multicoloridas feitas em panos.

“Para se fazer o batik é necessário muito trabalho. Usa-se o pincel com tinta, a cera, a fervura do pano e a secagem”, explica José Antônio Cossa, pintor de batiks.

Segundo Cossa, até um batik ficar pronto é um longo processo. “Geralmente, o pano a ser pintado é esticado numa primeira moldura. Depois de esticado na moldura, usam-se outros panos sobrepostos com tinta e cera em cima.  Nesse momento, se quer  acentuar as linhas dos desenhos da primeira moldura.  Nessa parte do processo de criação do batik, usamos cera fundida que deve descer uniforme sobre essa primeira moldura que é a original. Por último, o “gajo” leva o tecido da primeira moldura a ferver em água quente, para remover a cera e mostrar o desenho desejado. Além dessas coisas, o batik deve ser pendurado para secagem. Tudo isso demora dois ou três dias para cada tela”, afirmou Cossa.

Uma outra curiosidade da FEIMA é que lá é o reduto dos “artesãos maconde”, na cidade de Maputo. Você conhece a arte maconde? Esse tipo de trabalho artesanal é conhecido internacionalmente pelas esculturas em madeira. Essa técnica, nascida há séculos na região nordeste de Moçambique e norte da Tanzânia, é feita por mãos afiadas que trabalham na madeira, principalmente no pau preto.  Assista ao vídeo abaixo que mostra “artesãos maconde” criando suas obras.

Com preços justos e peças bem feitas, a FEIMA, desde a sua inauguração, tem sido cada vez mais visitada por turistas. Mas há quem ande descontente com o lugar. Mesmo apoiados por entidades públicas e privadas, muitos vendedores da FEIMA reclamam da falta de clientes, motivo que leva os artesãos a quererem voltar a vender nas ruas de Maputo. Clique aqui e saiba mais.

Espero que tenha gostado! Hambanine e até o próximo post!

Uma resposta em “Artesanato sedutor

  1. Olá,
    Estou de passagem por Moçambique, na cidade de Maputo onde vou ficar por um mês junto com minha esposa, em visita à minha filha Camila. Apesar de tantas diferenças sociais, estou admirado com tudo aqui. As pessoas muito simples são sempre educadas e gentis e isso me causou uma boa impressão.

Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s